Publicado por: Repórter Online | 9 de dezembro de 2010

Cidade>> Justiça Itinerante

Maxcilene Azevedo  Twitter: Max_Azevedo  mmaxbrelaz@gmail.com

Justiça Itinerante

 

Ônibus da Justiça Itinerante chega à Praça da Polícia.

Até o fim deste mês, o ônibus da Justiça Itinerante atende na Praça da Polícia (Praça Heliodoro Balbi), no Centro, das 8h às 15h. O ônibus estava atendendo desde o dia 13 de setembro no bairro Mutirão, Zona Norte de Manaus. O prazo médio dos processos é de 30 dias, bem menor que nos próprios juizados.

Criado pelo TJAM em novembro de 2003, o projeto é regido pela Lei nº 9.099/95 (dos Juizados Especiais), funciona em uma unidade móvel (um ônibus adaptado) e busca resolver processos por meio da conciliação. O prazo médio dos processos é de 30 dias, bem menor que nos próprios juizados.

Na Praça da Polícia, a equipe do TJAM se propõe a resolver, gratuitamente, ações de pequenas causas como pensão alimentícia, divórcio, separação judicial e reconhecimento voluntário de paternidade.

De acordo com o juiz Alexandre Novaes, a função primordial da Justiça Itinerante é aproximar o jurisdicionado do Judiciário. “A gente até brinca dizendo que se o jurisdicionado não vai à Justiça, a Justiça vai ao Jurisdicionado”, diz o juiz, que coordena o programa há um ano e meio, observando que a Justiça Itinerante tem uma competência ampliada, delegada pela legislação que criou o programa.

 No ônibus também poderão ser atendidas causas da área cível (dívida, aluguel, direito do consumidor, entre outras), no valor de até 40 salários mínimos. Para processos de até 20 salários mínimos não é preciso advogado; a partir de 20 até 40 salários mínimos, é necessária a presença do advogado.

O telefone de contato da Justiça Itinerante é (92) 8802-3629.

Publicado por: Repórter Online | 9 de dezembro de 2010

Economia>>Bolsa Família

Maxcilene Azevedo  Twitter: Max_Azevedo  mmaxbrelaz@gmail.com

Programa Bolsa Familia

Beneficiários do Bolsa Família têm até 31 de dezembro fazer acompanhamento semestral, nas unidades de saúde.

As famílias cadastradas no Programa Bolsa Família, do governo federal, têm até o dia 31 deste mês (dezembro) para fazer o acompanhamento periódico das condicionalidades de saúde, referente ao segundo semestre de 2010. Para fazer o acompanhamento, que é uma das exigências para a manutenção do benefício, as famílias devem procurar unidades de atendimento da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

O secretário municipal de Saúde, Francisco Deodato, alerta que o não comparecimento pode resultar, inclusive, na suspensão do benefício. “É importante observar que o beneficiário deve se antecipar ao prazo e comparecer a uma das unidades para fazer o acompanhamento com tranqüilidade, a fim de assegurar a transmissão de dados ao Governo Federal em tempo hábil”, frisa.

De acordo com a Semsa, Manaus tem, neste segundo semestre, 90.947 famílias cadastradas no Bolsa Família federal.

O programa é voltado para atender famílias em situação de extrema pobreza e com renda per capta de até R$ 69. O público-alvo do acompanhamento é composto por crianças menores de sete anos de idade e meninas a partir de 10 anos, cujos pais ou responsáveis sejam beneficiários do PBF. As mulheres na faixa etária de 10 a 45 anos e gestantes também incluídas no Programa, devem comparecer à unidade de saúde mais próxima de sua casa para a consulta e demais procedimentos que fazem parte do acompanhamento nutricional.

De acordo com a secretaria municipal de saúde, no ato da consulta de acompanhamento, a família precisa apresentar o cartão do Programa Bolsa Família com identificação do (Número de Identificação Social) NIS, cartão de vacinação da criança com as vacinas atualizadas e cartão de pré-natal, no caso das gestantes. As meninas a partir de dez anos de idade são consideradas, para efeito de acompanhamento, em idade fértil. Por conta disso, também devem comparecer à unidade de saúde para fazer o acompanhamento. Os beneficiários do programa devem fazer as consultas e tomar as vacinas sempre na mesma unidade de saúde, para dar continuidade ao acompanhamento e evitar problema de duplicidade nas informações, quando os dados forem repassados ao sistema de controle do programa.

Publicado por: Repórter Online | 9 de dezembro de 2010

Concursos e Empregos>> Vestibular UEA 2010

Maxcilene Azevedo  Twitter: Max_Azevedo  mmaxbrelaz@gmail.com

Vestibular UEA 2010

Universidade do Estado do Amazonas (UEA) iniciou as inscrições para o Vestibular 2010.

Os estudantes do Amazonas já podem se inscrever para concorrer há umas das 1.430 vagas que estão sendo oferecidas pela UEA  para a capital e 2.180 para o interior do Estado, sendo 170 vagas disponibilizadas para indígenas. As inscrições só podem ser feitas pela internet no site da Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista (VUNESP) vunesp.com.br.

O prazo vai até o dia 23 deste mês (dezembro). No interior do estado, quem não tiver acesso a internet, pode se dirigir a um dos centros da UEA, onde a inscrição poderá ser realizada. A taxa de inscrição do vestibular é de R$ 30,00. Para os candidatos que solicitaram isenção o resultado será publicado no dia 08 de dezembro.

A inscrição é efetivada mediante o preenchimento do Questionário Socioeconômico, da Ficha de Inscrição, impressão de boleto bancário e pagamento de taxa de inscrição.

 O cartão de identificação do candidato que confirma sua inscrição e o convoca para as provas e será obtido pela Internet, no endereço eletrônico vunesp.com.br. Os cartões estarão disponíveis a partir de 17 de janeiro de 2011.

 As provas serão realizadas em todos os municípios nos dias 20 (conhecimentos gerais)  e 21 (conhecimentos específicos) de fevereiro de 2011.

Outras informações sobre o vestibular 2010 podem ser obtidas no site uea.edu.br, no link vestibular.

 

Publicado por: Repórter Online | 9 de dezembro de 2010

POLÍTICA>>Deputados gastaram R$ 2,7 milhões do “cotão”

Monique Alencar Twitter: Monique_Alencar

jorn_mmabelle@hotmail.com

Deputados gastaram R$ 2,7 milhões do “cotão”

Cota para o exercício da atividade parlamentar paga até agora soma R$ 4 milhões. Até o final do mandato deputados poderão gastar R$ 5,4 milhões

Presidente da Aleam, Belarmino Lins, argumenta que cotão dá mais transparência à Casa. /Foto: Divulgação

 Os deputados da Assembléia Legislativa do Amazonas (Aleam) gastaram 68% dos R$ 4 milhões destinados até outubro à cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap). O saldo que ainda poderá ser gasto até o término do mandato – 31 de janeiro de 2011 – é de R$ 1,3 milhão.

 

Os parlamentares Eron Bezerra (PCdoB) e Chico Preto (PP) foram os que mais utilizaram o “cotão”. Bezerra declarou que tem utilizado praticamente todo o saldo da Ceap para pagar contratos administrativos que vencem até o término do seu mandato. “ É um direito que temos e vou utilizar para cumprir com os compromissos do exercício parlamentar”, disse.

Entre os parlamentares que mais economizaram no uso da verba durante o ano e que têm um saldo superior a R$ 100 mil pra gastar até janeiro estão Marcos Rotta (PMDB), Ricardo Nicolau (PRP) e Sinésio Campos (PT).

A assessoria de imprensa de Rotta informou que o deputado não pretende gastar o saldo acumulado do “cotão” até o final do mandato. De acordo com a assessoria, o deputado só utilizou a Ceap para comprar o que era essencial e não há necessidade de gastar o valor acumulado.

Segundo o deputado adjuto Afonso (PP), que até outubro tinha cerca de R$16 mil acumulados, é no período de recesso que o parlamentar utiliza a cota para visitar os municípios do interior. “Em janeiro é o único tempo que temos para visitar as obras nos municípios e fiscalizar in loco os investimentos do Executivo”, disse.

Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/ReporterOnline2  

Publicado por: Repórter Online | 6 de dezembro de 2010

CIDADE>>Vacina contra Meningite

Maxcilene Azevedo Twitter: Max_Azevedo

mmaxbrelaz@gmail.com

Vacine-se já.

 

Está disponível a vacina contra Meningite, para menores de 2 anos, nas unidades de saúde da Secretaria Municipal de Saúde.

A Prefeitura de Manaus esta disponibilizando a vacina contra Meningite (Miningocócica C Conjugada) em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Policlínicas da rede municipal, bem como nos Centros de Atendimento Integral à Criança (CAICs), da rede estadual. A vacina entrou no calendário nacional de imunização, neste ano, e começou a ser distribuída pelo Ministério da Saúde (MS) a Estados e municípios no final de novembro.

“É importante que as pessoas compreendam que não se trata de uma campanha de vacinação, com data para terminar. A vacina contra a Meningite passou a integrar o Programa Nacional de Imunização e, a partir de agora, fará parte da rotina das unidades de saúde da rede pública”, explicou o secretário municipal de Saúde, Francisco Deodato.

“No segundo ano, também conforme as orientações do Ministério, somente menores de 1 ano passarão a receber as doses”, frisou Deodato. O secretário acrescenta que a Meningite está sob controle, mas a implantação da vacina faz parte de um conjunto de medidas preventivas, adotadas pelo MS, em função do caráter epidêmico da doença. Em Manaus, foram registrados, até novembro, 6 casos de meningite meningocócica. No ano passado, este número fechou em 11 casos.

A Miningocócica C Conjugada é injetável e deve ser administrada em duas doses e um reforço. A primeira dose deve ser aplicada quando a criança estiver com três meses de vida; a segunda, no quinto mês. O reforço tem de ser feito entre o 12o e o 15o mês de vida.

De acordo com a gerente de Imunização da Semsa, Kássia Veras, a vacina não tem contra-indicações. “A única situação em que a Miningocócica C não deve ser administrada é no caso da criança estar com quadro febril grave e agudo – aqueles em que a febre está muito elevada e vem ocorrendo há vários dias”, explica. O MS também não registrou reações adversas, diz ela. Eventualmente, podem ocorrer inchaços e pequeno incômodo no local da aplicação, típico de vacinas injetáveis, salienta a gerente.

A DOENÇA

A meningite é uma doença grave e endêmica que pode acometer indivíduos de qualquer idade e é causada por diversos agentes infecciosos como bactérias, vírus, parasitas e fungos. As meningites bacterianas são, do ponto de vista clínico, as mais graves. A doença meningocócica (causada pela Neisseria meningitidis), pela magnitude, gravidade e potencial de ocasionar surtos e epidemias, apresenta maior importância em saúde pública.

Em geral, a transmissão é de pessoa a pessoa, através das vias respiratórias, por gotículas e secreções da nasofaringe, havendo necessidade de contato íntimo (residentes da mesma casa, pessoas que compartilham o mesmo dormitório ou alojamento, comunicantes de creche ou escola, namorado) ou contato direto com as secreções respiratórias do paciente. Os principais sintomas são febre, pescoço dolorido, pequenas manchas vermelhas na pele, vômito, confusão. Nas crianças, os sintomas podem vir somados a irritabilidade, falta de apetite, cansaço anormal.

FORMAS DE PREVENÇÃO:

  • Não partilhar colheres, garfos, copos, ou outros objetos que contenham a saliva de outras pessoas.
  • Não partilhar cigarros, charutos ou cachimbos.
  • Não permitir que as crianças coloquem na boca objetos que estiveram na boca de outras crianças.
  • Evitar a proximidade de pessoas que tossem ou espirram.
  • Quando tossir ou espirrar, tapar a boca.
  • Lavar as mãos frequentemente com água morna e sabão, pois é possível que tenha tocado algum objeto já contaminado.
  • Não permitir que outras pessoas beijem as crianças na boca.
  • Na escola, evitar encostar a boca no bebebouro comum, ao utilizá-lo.

Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/ReporterOnline2

« Newer Posts - Older Posts »

Categorias